A trajectória de sucesso da Lusiaves foi construída ao longo dos anos, fruto da capacidade de trabalho, estratégia e visão que sempre fiz questão de partilhar com os colaboradores mais próximos. O crescimento da empresa foi sendo feito de uma forma segura e sustentada, alicerçando-se em fortes e sucessivos investimentos e aquisições, que nos permitiram diversificar as actividades e reforçar e verticalizar o negócio.

 

Longe vai o dia 14 de Abril de 1986, quando a Lusiaves foi fundada. Começámos com um pequeno centro de abate de frangos na Marinha das Ondas e quatro pavilhões de produção, com capacidade para 43.500 frangos. Com um plano de expansão rigorosamente delineado, com uma forte aposta na inovação e com importantes decisões tomadas, chegámos a 2012 com muita obra feita, mas também com muito ainda por fazer.

 

A actividade da Lusiaves é diversificada, desde a recria de galinhas reprodutoras,passando pela produção de ovos com a respectiva incubação e produção de pintos, à produção avícola de frango, frango do campo e perus, assim como o abate de aves e a sua transformação. A Lusiaves conta também com uma rede de distribuição e comercialização de produtos alimentares.Possui uma fábrica de produção de alimentos compostos para animais e dispõe de uma unidade de valorização e transformação de subprodutos animais.

 

Esta estratégia de verticalização do negócio é para continuar até onde for possível, enquanto introduzir factores de competitividade.

 

Como empresário, sou adepto de uma estratégia vertical como caminho para que a empresa produza internamente tudo o que puder ou que souber fazer melhor do que os outros. A verticalização da Lusiaves é um caminho necessário e irreversivel. Destaco este processo como uma vantagem na competitividade, permitindo independência face a terceiros, melhores resultados e maior autonomia.

 

Entendo a verticalização do negócio como um processo de auto-sustentação operacional que utilizamos, para suprimir internamente as nossas necessidades e que é decorrente da preocupação em ter o controle da cadeia de valor, das tecnologias do processo, dos produtos e do negócio.

 

Após 25 anos de actividade, contamos com 1500 trabalhadores e gerámos mais de dois mil postos de trabalho indirectos em centenas de produtores integrados em todo o país. Somos já uma grande família. A eficiência com que temos conduzido este processo de verticalização pode explicar o caminho do crescimento que temos trilhado, fiéis ao lema “sempre a crescer”, criando valor e riqueza para o país.

 

Vivemos hoje num mundo cada vez mais competitivo onde, para vencer, é preciso inovar, diversificando e criando novos produtos, para oferta aos consumidores.

 

O nosso compromisso é continuar a apostar no desenvolvimento e lançamento de produtos inovadores, de forma a reforçar a nossa liderança no mercado, através da preferência e da confiança na marca, por parte dos consumidores.

 

Tivemos sempre, ao longo de todos estes anos, uma preocupação acrescida com a qualidade dos produtos e com a segurança alimentar, bem como com a prática de valores éticos e de responsabilidade social.

 

O caminho até agora percorrido, não me retirou a ambição, antes reforçou a minha vontade em continuar a crescer, em desenvolver novos projectos e em enfrentar novos desafios. Para isso, espero continuar a contar com a dedicação e empenho de todos os que me têm acompanhado.

 

Avelino Gaspar
Presidente do Conselho de Administração

 
 
Siga-nos nas redes sociais